Menina Nada Delicada

Eu sempre tive medo em dizer os meus sentimentos. É como se fosse um crime, você confessa e acaba sozinho numa cela. É mais ou menos assim que eu me sinto. Dizer tudo o que está entalado na sua garganta à alguém que tenha uma reação que talvez seja indesejável, ou não. É meio complicado pra mim. Sempre que os meus sentimentos transbordam pedindo para ser compartilhados as pessoas fogem. Não sei se é por medo ou simplesmente fogem mesmo, não fogem só de mim, mas dos meus sentimentos também. De tanto medo que tive, acabei sozinha sem sentimentos.

O problema é que a gente espera, né? Das pessoas. Das palavras delas, de tudo.
Você me apoiava. Não precisava me entender, concordar ou acreditar em mim. Você me apoiava porque dizia que me queria feliz. Um sorriso no rosto e um coração alegre. Lembra?
Tudo bem, você não precisa fingir me entender, só peço que fique aqui comigo enquanto essa tempestade não passa.
Porquê tudo em mim, ama tudo em você.
Quem de nós dois vai segurar nós três: você, o amor ou eu?
Me apaixonei do mesmo jeito que alguém cai no sono: gradativamente e de repente, de uma hora para outra. ♡